Re[capitu]lando

Cá estou, pós-livro Dom Casmurro e pós-microssérie Capitu. Ambos simultaneamente dilacerados por minha vã cogitação. Creio eu que a tão famosa, destacada e provável traição dessa moça de olhos de ressaca sobre nosso amigo Casmurro venha a se concretizar, ou não, dependendo do tamanho da malícia de cada par de olhos que os imaginam. Deixo uma releitura para o próximo ano. Talvez assim percebo alguma evolução vindoura em minha malícia, que até então é incapaz de julgar o tal adultério.

Se a minha escrita venha a ser modificada, nada mais é, devido à influência ainda fluente da narração acima citada.

3 glosas.:

Juliana disse...

acho que Machado quis brincar com a força dos personagens, Capitu ganhou vida própria no imaginário dos leitores que não se saciam com o mistério.

eu, não
prefiro assim, sem saber...
sem caber de imaginar

;]

binhobrill disse...

A "microssérie" me pareceu mais inclinada à traição que o livro. Embora, é bom lembrar, enxergamos pela visão de Bentinho, e a visão de um ciumento neurótico pode, como vimos, ser bem persuasiva.

Uma bela trama.

Ravena disse...

é...ando atrasada em leitura e televisão. Isso é uma vergonha! Não vi um nem outro. rs

Tu vai me arranjar o livro, né?

hehhee

Bjo!