Três sextilhas – William Gomes 01/07/2007


Sob a breve existência do riso
Está a finda alegria que o consome
E diverge-se tudo aquilo que o corpo pressente
Remanescendo a gota do errado em suas lentes oculares
Que reconhece entre vultos
A verdade metafórica da tristeza.

Além das adormecidas vias vitais
Se acaba todo esforço demasiadamente úmido
Das águas do corpo entediado
Como plumas à ventania
Colidindo-se à rigidez dos troncos
Imóveis na mesma monotonia.

A face exibe a experiência vivida
Para o saber da mente e o conforto do corpo
Modificando o gesto do sentimento oculto
Revelando aos poucos suas deformidades
Até chegar a um conceito prolixo
Através das limitações das escolhas.
Foto: Leonardo Braga Pinheiro

2 glosas.:

Pyro Non-Sense disse...

Me parece que você usa aquela figura de linguagem de repetição de certas consoantes para a produção de uam sonoridade.
Não sei se foi proposital, mas ta ali,

A limitação das escolhas chega a ser tanta que acaba por elimina-las por completo.

Lüb disse...

-"Sob a breve" é um "b" um artigo e outro "b"
-Breve existência" termina com a mesma letra que começou a outra
-"vias vitais", "mesma monotonia"
-Na última linha todas as palavras terminam em "s".

Sim, eu sei, é neura de vestibulando ficar vendo essas coisas, mas me pareceu que eram detalhes relevantes ^^

E não sei direito, provavelmente eu vi em algum link de algum outro blog ^^