Prestidigitadora



e do metal
cru
desnudo
fez-se forma
cor e movimento
agia tão ágil agora
cortando brisa mundo afora
que logo mais nem se mexia
o vulto tornou-se sombra
um movimento atrasado que acabara de parar
não mais pairava pelos ares
congeladas pela tela onde só o pensamento ia
suas curvas sinuosas se apresentavam frias
como imagem
numa moldura
só lida.
Ingrid e William, em sua primeira cria.

5 glosas.:

dani.ella disse...

o dueto deu um ótimo resultado
tem o meu apreço!

espero por mais, e mais, e mais ...

Vanessa Gomes. disse...

Maravilhosa parceria. Deu certinho. "Que nem café com leite."

binhobrill disse...

Poema de muitíssimo bom gosto. Parceria tbm. rs

Juliana disse...

prben, felicidde!
meu tecldo t´ quebrdo...
=)

beijo

Giuliano Marley disse...

Devo confessar que…
bem…
não senti aquele…
como se fala?…
aquele…
je ne sais quoi…
entende…?!