Marisa - William Gomes 10/03/2007


Ah... Marisa
Quando penso em ti
Me vejo em seus olhos
As duas ardósias mais cintilantes que se pode ver
Elas refletem todo o meu sentimento
Me tornando mais vivo
Seu jeito, seu corpo
Me leva a lugares que eu não sei onde ficam
Que não sei se existem
Mas que me dão um certo privilégio
De estar perto, Marisa
Quando estou contigo fico dividido
Onde os dois gumes são teus
Meus lados, meu todo
Meu erro
De ter-te amado tanto
A ponto de esquecer de mim
De ver que já passaram horas, anos
Pra me libertar e ver
Que não era erro, era ilusão
Prazerosa, proveitosa ilusão.

2 glosas.:

Ravena disse...

"...Que não era erro, era ilusão
Prazerosa, proveitosa ilusão."

Sei bem como é isso!

William, vc tá me surpreendendo com suas poesias! Lindas!

Bjo!

mony disse...

eu adorei tudo, mais a q me chamou atenção foi "Marisa" muito bom. continue assim.


bjoss!!