Escuridão - William Gomes 19/02/2007


Quando fecho meus olhos
É você quem vejo
Vindo até mim
De braços abertos, se entregando
Por um instante me envolvendo
Com seu carinho, sua ternura
Queria que essa fantasia congelasse
As águas pousassem
Por um certo momento de prazer
Que ela ficasse sempre nítida
Em meu consciente inconsciente
Sólido, concreto
Não, não vá assim sem dizer adeus
Me despedindo apenas com um olhar inocente
Um sorriso me lembrando coisas
Que deveriam ter feito
Mas que a vaidade não deixou fazer
Não, ainda não
Porque tiras a luz no momento
em que mais preciso dela?
Como enxergarei seus sentimentos?
Pra poder saber o que realmente sentes por mim
Me engane, mas esteja comigo
Tua presença já é o bastante
Pra saber como está
Pra saber que ainda há esperança dentro de mim
De um dia poder ser minha
Mesmo que isto custe anos de solidão
Estarei esperando por você
De qualquer forma
Com qualquer forma
Pronto
Pode ir
Mas volte sempre que puder
Nem que seja ao menos pra trazer
Inspiração
Pra fazer um sonho como esse.

3 glosas.:

Ravena disse...

"Um sorriso me lembrando coisas
Que deveriam ter feito
Mas que a vaidade não deixou fazer..."

Essa parte é mto boa! Aliás...tudo!

Escreva mais! Muito mais!

Bjo menino!

Barbara disse...

[b] Ei meu lindooooo
Tá otimo...
Super organizado!
BjoO!

Susi disse...

Perfeito comçando pela foto!
Romantico com tom de gotico e uma pitada de escuridao so pra deixar mais fascinante!
...
bju!